FANDOM


Tomás Antônio Gonzaga foi o mais versátil de nossos poetas do Arcadismo, movimento que se dá imediatamente após o Barroco e por oposição a este. Reflexo de idéias do Iluminismo, o autor voltava-se para a racionalidade e clareza e caracterizava-se pelo culto à natureza, o emprego de ritmos graciosos e o retorno à tradições do Classicismo. Gonzaga soube incorporar vivências pessoais em sua poesia. E um lance evidente de autobiografia rendeu Marília de Dirceu. Trata-se de uma referência da paixão de Gonzaga, quando contava 40 anos, por Maria Joaquina Dorotéia de Seixas, então com 17. A desaprovação desse relacionamento pela família da moça o afasta dela e inspira a obra. Em síntese, o pastor Dirceu declara seu amor à pastora Marília.